(0 votes)



Boca escorrendo “al zukkar”
Lágrimas de cloreto de sódio
Ansiedade na ponta dos dedos

Numa noite desconfortante
Sweetbread com bom vinho
Ris de Veau , boa Champagne

Você dorme o corpo trabalha
Estômago cheio, alma cansada
Olhos fechados, mente vazia

Olhou para o quintal
As flores dos vasos linfáticos
Murcharam e morreram

Ilhotas solitárias num mar de sangue
Glândula amarga de tão doce
Sacarose sufocando o pâncreas



Poesias

Banner
Facebook Page: estronhobook Twitter: estronho YouTube: EditoraEstronho
Nós temos 34 visitantes online