Eu tenho um conto que virou curta de cinema. O conto “Sessão Extra” foi base para o curta Você Foi Avisado, que teve produção realizada pelos diretores e alunos do Curso de Cinema da Cinemateca de Curitiba. Já tive conto que virou uma pequena história em quadrinhos: “Mortos não comem empadas”, desenhada por Evandro Guerra, publicada online e também no livro de contos e quadrinhos, Terrir (Ed. Estronho). Um texto infantil meu foi utilizado em sala de aula para crianças especiais no Distrito Federal, para discutir o tema Bullying. E, claro, que tudo isso me trouxe muita satisfação e alegria. Quando escrevemos, sonhamos com esse tipo de coisa, eventualmente.

Mas se havia algo que eu, sinceramente, NUNCA poderia ter imaginado, é que um conto meu faria parte do corpus de uma Dissertação de Mestrado… e ainda mais fazendo companhia a “Dança dos Ossos”, do Bernardo Guimarães e “Flor, telefone, moça”, do Drummond.

“O Fantasma em Narrativas de Horror da Literatura Brasileira” é o trabalho de Fernanda Braite, para o Curso de Mestrado em Literatura e Crítica Literária da PUC-SP, e traz o meu conto “O Fotógrafo”, primeiro meu que foi publicado em papel (originalmente na antologia “Necrópole, histórias de fantasmas”, organizada por Richard Diegues, Gianpaolo Celli e outros autores, lá pelos idos de 2006, Ed. Alaúde).

A Fernanda me procurou há algumas semanas para avisar sobre o trabalho e eu nem sei se consegui agradecer o suficiente. Foi uma belíssima surpresa que chegou em boa hora, em meio a tanto desânimo com a produção literária de minha parte e com o mercado literário em geral. Ter meu texto escolhido assim… em meio a grandes autores… cara…

Obviamente, que sei do meu lugar e que as eventuais comparações de textos e autores precisam ser feitas na mais adequada proporção. Quanto a isso não há o que se discutir. Mas ao mesmo tempo dá aquele gostinho de que algo certo a gente consegue fazer na vida!

Deixo o meu registro e meu muito obrigado, Fernanda Braite! Você, talvez, não seja uma pessoa muito boa da cabeça para ter feito essa escolha, mas quanto mais loucas as pessoas, melhores elas acabam sendo no final!


 “O Fotógrafo”, está disponível em ebook por apenas R$ 3,00 (ou grátis pelo Kindle Unlimited). Tem também versão em inglês.