CEMITÉRIO PERDIDO DOS FILMES B: REDUX

ESTR0052

Produto Novo

AUTOR: CÉSAR ALMEIDA

Gênios ou loucos? Aproveitadores ou revolucionários? Conheça a história de homens e mulheres que não desfilaram pelos tapetes vermelhos de Hollywood. Personagens que escreveram a história do cinema por linhas tortas, e cuja verdadeira importância poucas vezes foi apresentada com honestidade. Nomes como Roger Corman, Russ Meyer, Mario Bava, Terence Fisher e Jess Franco, que abriram passagens, quebraram tabus e tornaram-se mitos, influenciando até hoje cineastas da estirpe de Tim Burton e Quentin Tarantino.

​Os chamados filmes B dos anos 50, 60 e 70 são cultuados ao redor do mundo e nunca estiveram tão em voga. Em tempos modernos, a internet desempenhou um grande papel no resgate de muitas destas obras primas. 


O cemitério perdido dos Filmes B traça um panorama do cinema de baixo orçamento através das resenhas de 130 produções de diversos gêneros, da arte ao lixo, da genialidade à loucura, da paixão por fazer filmes à pura malandragem. Um retrato honesto e divertido dos heróis não celebrados da Sétima Arte.

através da compra deste produto você pode ganhar até 4 pontos de fidelidade. Seu carrinho vai fornecer 4 pontos de fidelidade que podem ser convertidos em um cupom de R$ 2,40.


R$ 45,90

-15%

R$ 54,00

Adicionar à Lista de presentes

Ficha do Produto

Assunto Resenhas
Idioma Português
Mídia Impressa
Formato 15,5 x 22,5 cm
Nº de Páginas 320
Capa Normal
Papel Offset Cinza 75g

Comentários

Escrever uma avaliação

CEMITÉRIO PERDIDO DOS FILMES B: REDUX

CEMITÉRIO PERDIDO DOS FILMES B: REDUX

AUTOR: CÉSAR ALMEIDA

Gênios ou loucos? Aproveitadores ou revolucionários? Conheça a história de homens e mulheres que não desfilaram pelos tapetes vermelhos de Hollywood. Personagens que escreveram a história do cinema por linhas tortas, e cuja verdadeira importância poucas vezes foi apresentada com honestidade. Nomes como Roger Corman, Russ Meyer, Mario Bava, Terence Fisher e Jess Franco, que abriram passagens, quebraram tabus e tornaram-se mitos, influenciando até hoje cineastas da estirpe de Tim Burton e Quentin Tarantino.

​Os chamados filmes B dos anos 50, 60 e 70 são cultuados ao redor do mundo e nunca estiveram tão em voga. Em tempos modernos, a internet desempenhou um grande papel no resgate de muitas destas obras primas. 


O cemitério perdido dos Filmes B traça um panorama do cinema de baixo orçamento através das resenhas de 130 produções de diversos gêneros, da arte ao lixo, da genialidade à loucura, da paixão por fazer filmes à pura malandragem. Um retrato honesto e divertido dos heróis não celebrados da Sétima Arte.