Meu  Bisavô Ramon era médium, curandeiro e dos bons, ele curava tudo quanto é tipo de doença, onde ele curou o braço da minha avó que era pra ser amputado por causa de um espinho venenoso que entrou embaixo da unha do dedo indicador dela! Ele faleceu aos 92 anos de velhice.

Logo após a perda de sua esposa minha Bisavó Dnª. Margarida meu Bisavô só pediu para seus Guias Espirituais mais 2 anos de vida, coincidência ou não foi o que aconteceu...
Nesses 2 anos aconteceram muitas coisas de arrepiar, mas no momento me lembro de um episódio que minha mãe e minhas tias avós contam até hj, já q na epoca eu tinha apenas 1 ano e meio nem tinha noção do que se passava.
Como meu Bisavô estava muito velhinho já com esclerose, ele não podia fazer as coisas sozinho, pois ele já não falava coisa com coisa, não escutava direito, não enxergava mais por causa da "apetirige" (não sei direito o nome da doença) na qual cresce uma espécie de carne na retina semelhante a catarata...
Um certo dia minha mãe e minha avó estavam cuidando dos afazeres de casa e de mim que era muito pequena...
Quando minha mãe vai pra sala e não encontra meu avô , e sai procurando ele pela casa, quando encontra ele no banheiro de frente para o espelho do lavabo (como se estivesse se barbeando), mas na verdade meu bisavô estava com uma metade de um gillete usada na mão e passando nos olhos...
Minha mãe na hora impressionada pergunta pro meu bisavô:
-Vô o que o senhor está fazendo???
Ele responde com a voz diferente sem sotaque o espanhol dele:
-Aqui não é o seu avô!
Na hora minha mãe intendeu que se tratava de um dos guias de meu avô na qual fazia as curas...
Logo em seguida minha avó achou melhor leva-lo a um oftalmo.
Na hora o médico diz q ele sofreu uma cirurgia recente de qualidade na qual a raspagem na retina retirou toda a "apetirige" e que não tinha sinais de infecções onde meu Bisavô retoma 70% da visão...
até hj eu custo a acreditar que meu avô fez uma operação nos próprios olhos com uma gillete vagabunda e usada ...
Mas falando em Vô Ramon não duvido de nada, aquele véinho fazia coisas como, falar com mortos, curar pessoas e animais sem cobrar um tostão, veio fugido da guerra civil na Espanha e ilegal aqui no Brasil catava papelão na rua e nunca cobrou nada de ninguém.
Como dizia ele "Aquilo (Dom) que Deus dá de graça, não se pode cobrar, se quebrar essa regra, além de perder o presente Divino (Dom) não se cumpre a missão que propus a cumprir"
Portanto não acredite em falsos médiuns que vai em programa de Tv cobrando consulta, ou na cartomante que cobra $R50,00 a consulta, ou em trabalhos, macumba...Enfim !!!
Espero que gostem da minha história que é verídica aconteceu entre 1985~1986.

Comentários  

+2 #1 Agnes 02-06-2010 01:29
Isso que é uma história interessante e verdadeira. Teu avô devia ser desses caras que a gente gostaria que vivesse uns trezentos anos!!!
Citar
0 #2 RE: Meu Bisavô que era Médiumeliana fernandes rocha 09-12-2011 08:27
nossa... adorei a sua história... ja conviví com pessoas q tem esses dons...sao muito especiais mesmo aprendí muito com elas e seu avõ com certeza foi um grande espírito reencarnado aqui e q veio com uma missao muito bonita ...parabénz...
Citar

Causos Diversos

Facebook Page: estronhobook Twitter: estronho YouTube: EditoraEstronho
Nós temos 20 visitantes online