Eu tenho um conhecido já a algum tempo que passou por uma situação meio macabra há uns 10 anos atrás. Hoje ele é um homem religioso que participa das missas assiduamente e ajuda muito as pessoas (a típica pessoa prestativa).
Mas, vou lhes contar o porque ele é assim hoje:

Há uns 10 anos atrás, como eu havia dito anteriormente, ele morava na fazenda e era uma pessoa que xingava demais e brigava muito com as pessoas. Era nervoso e qualquer coisinha xingava. Ele gostava muito de dizer "desgraça"... qualquer coisa era "má que desgraça"... "ooo desgraça"... e por ae vai. Era uma pessoa topetuda, dizia que não tinha medos e era bem valentão.

Certo dia, ao se deslocar da fazenda por uma fazenda próxima (são fazendas aqui do interior do triângulo mineiro, com muitas plantações de soja e outros grãos) para levar leite, ele percebeu de longe um trilho da plantação de arroz. Como assim? Sabe quando você anda em uma grama de mais ou menos uns 30 cm e que vai pisando na mesma? Pois bem, vc vai deixando um caminho, correto? Então... exatamente disso que estou falando. Ele viu aquilo, começou a andar mais devagar e percebeu que haviam mais uns 3 trilhos, todos vindo em direção a ele (todos de posições diferentes). O que ele fez: parou, colocou o litro de leite do chão e gritou bem alto:

- "Ah, ceis tão é me querendo, né?" - arregaçando as mangas da camisa. "Vem então, trem. Vem me pegar, carái!"...

(Ou seja, ele ainda quis enfrentar o desconhecido)

Ele conta essa história pra gente (que arrepia até hoje) e diz que nunca apanhou taaaanto na vida. Não sabia de onde vinha o soco, chute, se é isso mesmo que ele tava levando. Ele caiu no chão e levou muita pancada, mas muita mesmo.. claro, até hoje ele não sabe de que apanhou.

Muita gente se impressiona do porque ele não ficou louco ou algo do tipo... na verdade é como eu disse anteriormente: o gênio dele atualmente é hoje. Seu temperamente agressivo praticamente não existe mais.

Na época da "surra", ele ficou uns 2 meses saindo pouquíssimo da fazenda e sua mãe vivia querendo entender seu comportamento... quase não falava com ninguém e até hoje ainda tem umn pouco de desconfiança ao conversar com as pessoas...

Hoje esse conhecido nosso dá muitas palestras em igrejas (encontro de jovens, etc...) sobre a importância de seguir a Deus e os mandamentos da igreja.


Nota do Guardião: Wysner Max nos enviou esse causo. Wysner, me desculpe, mas o seu nome é pra lá de Estronho.

Comentários  

+1 #1 sei ñVisitante 27-05-2006 21:15
axo q já ouvi uma história dessas em algum lugar. ;-)
Citar
+3 #2 tem uma parecidalanio 28-05-2006 09:37
conheçoo uma lenda do PAI DO MATO. meu pai disse que um parente nosso distante tambem apanhou de um desconhecido no meio do mato :D
Citar
+2 #3 fatyVisitante 28-05-2006 21:07
Lenda tipica do sertao! :D
Citar
-3 #4 ALoHa_GirL 19-07-2006 07:05
Wysner, entre pra lista de nomes estronhos daqui do site! Vc faz mais bem do que contando esse causo sem graça.
Citar
-2 #5 maconheroVisitante 26-07-2006 15:34
Esse cara deve eh fumar uns ou comer cogumelos... este wysner tah eh drogaedo...
Citar
-1 #6 l7Visitante 30-07-2006 04:59
cara, essa aí n me convenceu
Citar
+1 #7 Bom...Nyuu~Chan 04-01-2007 18:57
Bom..pelo menos com essa surra ele aprendeu algo,não?
Nada apenas só tem o lado ruim,ou como dizia ele,nada tem um lado "desgraçado", há também o lado bom. :]
É só saber achar ;-)

;*
Citar

Demônios e Outras Criaturas

Facebook Page: estronhobook Twitter: estronho YouTube: EditoraEstronho
Nós temos 12 visitantes online