• Biografias e Memórias,  Todos

    Delírio, poesia e morte: a solidão de Álvares de Azevedo

    Em um surpreendente exercício de alteridade, Luciana Fátima dá voz à trajetória de um dos maiores expoentes do Romantismo brasileiro: Álvares de Azevedo. Poderíamos afirmar que este livro é uma biografia romanceada do jovem poeta, mas isso seria simplificar demais, pois ele é, também, o testemunho humanizante de uma São Paulo em formação. Como afirma Bruno Matangrano, no prefácio, “Luciana captou o espírito dos oitocentos [e da cidade], tomando para si a voz do poeta. De tanto ler as obras de Azevedo e pesquisar sobre ele, tornaram-se amigos.” A trágica lira azevediana ecoa por todas as páginas, pelas quais a autora busca reconstruir os passos, não apenas de Azevedo, mas,…