• Cinema e TV,  Todos

    Cemitério perdido dos filmes B: redux

    Gênios ou loucos? Aproveitadores ou revolucionários? Conheça a história de homens e mulheres que não desfilaram pelos tapetes vermelhos de Hollywood. Personagens que escreveram a história do cinema por linhas tortas, e cuja verdadeira importância poucas vezes foi apresentada com honestidade. Nomes como Roger Corman, Russ Meyer, Mario Bava, Terence Fisher e Jess Franco, que abriram passagens, quebraram tabus e tornaram-se mitos, influenciando até hoje cineastas da estirpe de Tim Burton e Quentin Tarantino. ​Os chamados filmes B dos anos 50, 60 e 70 são cultuados ao redor do mundo e nunca estiveram tão em voga. Em tempos modernos, a internet desempenhou um grande papel no resgate de muitas destas…

  • Cinema e TV,  Todos

    Casablanca: a criação de uma obra-prima involuntária do cinema

    O filme Casablanca é a prova de que acidentes acontecem. Ele não foi planejado como um clássico. Era apenas um produto a mais na incansável linha de montagem dos estúdios Warner. Ninguém ─ nem os atores, nem o diretor, nem o produtor ─ imaginava que ele poderia se tornar um clássico. Entretanto, uma tempestade perfeita ocorreu naquele set entre 25 de maio e 3 de agosto de 1942 e, involuntariamente, criou-se uma obra-prima, possivelmente um dos filmes mais amados de todos os tempos. Autor: Renzo Mora  · CLIQUE AQUI para ler um trecho do livro ·   Preço de capa (valor sugerido): 39,00 Os valores de venda podem variar de acordo…

  • Cinema e TV,  Todos

    Era uma vez no Spaghetti Western: o estilo de Sérgio Leone

    No começo dos anos 1960, produtores europeus se lançaram à tarefa de realizar westerns. Durante quase duas décadas, realizadores de Itália, Espanha, França e Alemanha lançaram 550 filmes dentro desse ciclo de produção, que ficou conhecido como spaghetti western. Críticos prestigiados espinafraram as obras e seus diretores, mas isso não impediu que o subgênero se tornasse sucesso de público. Um diretor foi o grande responsável por esse fenômeno. Sergio Leone introduziu humor negro e ironia no gênero, representou os caubóis como homens sujos e criou novas técnicas de representação imagética e sonora. Este livro examina todos os filmes de Leone, analisando exaustivamente cenas importantes para encontrar e explicar os padrões…

  • Biografias e Memórias,  Todos

    Delírio, poesia e morte: a solidão de Álvares de Azevedo

    Em um surpreendente exercício de alteridade, Luciana Fátima dá voz à trajetória de um dos maiores expoentes do Romantismo brasileiro: Álvares de Azevedo. Poderíamos afirmar que este livro é uma biografia romanceada do jovem poeta, mas isso seria simplificar demais, pois ele é, também, o testemunho humanizante de uma São Paulo em formação. Como afirma Bruno Matangrano, no prefácio, “Luciana captou o espírito dos oitocentos [e da cidade], tomando para si a voz do poeta. De tanto ler as obras de Azevedo e pesquisar sobre ele, tornaram-se amigos.” A trágica lira azevediana ecoa por todas as páginas, pelas quais a autora busca reconstruir os passos, não apenas de Azevedo, mas,…

  • Cinema e TV,  Todos

    Cemitério Perdido dos Filmes B: Exploitation

    Prepare-se para conhecer um universo lendário e fascinante, cheio de ousadia, paixão, coragem e também muita cara de pau. Cemitério Perdido dos Filmes B: Exploitation! é um mergulho radical no lado obscuro do Cinema, das selvas infestadas de canibais aos templos de lutadores no oriente, passando pelas ruas perigosas das grandes metrópoles e padecendo em campos de prisioneiros em terras distantes. Doze corajosos autores se aventuram por 135 filmes de diversos gêneros, relatando com horror, humor e amor o que o Cinema tem a oferecer de mais intenso! Organização: César Almeida  Autores: Carlos Thomaz Albornoz, César Almeida, Laura Loguercio Cánepa, Leandro Cesar Caraça, Marco A. S. Freitas, Ana Júlia Galvan, Osvaldo Neto,…